Contato:

(71)3321-1713

Notícias

Publicado em 28/01/2019

ECT quebra acordo da justiça e não cria novos distritos

O acordo previa que além de revisar os locais já implantados, a ECT também iria informar ao sindicato quais unidades que o sistema seria implantado para o Sincotelba participar do processo. Porém a empresa tem tentado burlar o que foi acordado na justiça. Nas unidades que já estão finalizando a revisão, foi detectado a necessidade de se criar mais distritos, entretanto os gestores tem informado aos representantes sindicais que não serão criados novos distritos. Mas, qual será realmente a finalidade da revisão da DDA se não for para corrigir o erro que a gestão da Bahia cometeu ao implantar a DDA sem o acompanhamento do Sistema de Distritamento (SD)? Eles estão passando por cima da cláusula do Acordo Coletivo e inventando fórmulas milagrosas para encurtar ruas, excluir pontos de entregas, ou simplesmente zerar a carga. Desconsideram o relevo das ruas, o tempo da percorrida e as dificuldades reais da distribuição. Tudo isso apenas para enxugar os distritos, diminuir o efetivo e colocar os funcionários à disposição. Logo a DDA é uma ferramenta a serviço da Demissão. 

Aliado a DDA, o Sistema de Gerenciamento de Dados Operacionais (SGDO) é um sistema criado com a finalidade de registrar a saída e o retorno da carga para atividades externas. Sem garantir a exatidão das informações, em geral, é manipulado após a saída dos carteiros pelos gestores. Enquanto os senhores enxergam tudo lindo e maravilhoso em Brasília, nas unidades a carga se acumula e os objetos abarrotam o meio ambiente de trabalho.