Contato:

(71)3321-1713

Notícias

Publicado em 02/05/2018

Sincotelba na luta contra o Assédio Moral

O Sincotelba repudia o Assédio Moral!

Hoje, 02 de Maio, é o Dia do Combate ao Assédio Moral. A data é usada para chamar a atenção da sociedade para este problema e refletir sobre essa prática ofensiva e ilegal contra os trabalhadore(a)s.

O Assédio Moral pode dar-se de várias formas, sendo comum atitudes/comportamentos como:

a) recusar a comunicação direta;
b) desqualificar constantemente o(a) trabalhador(a);
c) ignorar a presença do(a) trabalhador(a);
d) atribuir apelidos ridículos;
e) espalhar boatos e mentiras sobre o(a) trabalhador(a);
f) determinar tarefas inúteis e degradantes;
g) induzir o(a) trabalhador(a) à falha ou erro;
h) não fornecer ao(à) trabalhador(a) os meios/instrumentos para o desenvolvimento do trabalho;
i) fornecer instruções confusas e vagas ou não dar qualquer instrução sobre a tarefa efetuada;
j) isolar o trabalhador(a) do restante do grupo;
l) fazer críticas injustas e exageradas;
m) desconsiderar recomendações de saúde;
n) criticar a vida privada do(a) trabalhador(a);
o) falar com o trabalhador(a) aos gritos;
p) atribuir ao trabalhador(a) problemas psicológicos;
q) pressionar para que o(a) trabalhador(a) abra mão de seus direitos (férias, horas-extras, horários).

 

Para o enfrentamento do Assédio, é importante pensar sempre em estratégias coletivas, que além de mais eficazes do que as individuais, podem auxiliar na prevenção de novos casos. Como estratégias individuais, destacam-se:
 

a) tomar nota dos detalhes, buscar a ajuda dos colegas;
b) procurar seu sindicato;
c) recorrer aos órgãos competentes (Ministério Público de Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho, outros);
d) buscar apoio (profissionais de saúde, amigos e familiares).

NÃO SOFRA CALADO, DENUNCIE!