Contato:

(71)3321-1713

Notícias

Publicado em 28/11/2017

Sincotelba repudia decisão da ECT pela judicialização do plano de saúde




Empresa
pediu no dia 20/11, o encerramento da mediação no Tribunal Superior do Trabalho
(TST) e ingressa com ação judicial contra o Plano de saúde. Um ataque contra as
vidas dos trabalhadores e também dos dependentes.



Conforme explicação da assessoria jurídica do Sincotelba, se
tratava de uma tentativa de acordo entre as partes interessadas, qualquer um
dos envolvidos poderia solicitar o encerramento da mediação. A ECT tenta
através dos tribunais alterar a Cláusula 28, que só permite qualquer alteração
no plano de saúde com aprovação dos trabalhadores em  assembleia.



Essa
postura da empresa reflete, novamente, a intransigência da direção dos Correios
com as vidas dos próprios trabalhadores e dependentes. Sem finalizar
devidamente as negociações com a categoria, a ECT demonstra um único interesse,
fazer com que os empregados paguem a conta do déficit causada pela má gestão da
postal saúde.



 Assim que o TST apresentou a última proposta à
categoria, a FENTECT tentou negociar e esclarecer pontos duvidosos do texto, o
que não foi devidamente atendido. Além disso, a assessoria jurídica havia
solicitado a extensão do prazo para análise e, somente então, a proposta seria
encaminhada às assembleias dos sindicatos.



Com
os salários mais baixos entre as estatais e empresas públicas do País, mal os
trabalhadores têm o suficiente para arcar com as despesas diárias de suas
famílias, agora, a ECT quer aumentar a contribuição do empregado e retirar os seus
pais da lista de dependentes para economizar negligenciando a saúde do
trabalhador.



Portanto
a categoria deve permanecer atenta às próximas informações do sindicato e participar
das mobilizações para defendermos nosso plano de saúde. Cabem aos trabalhadores
a resistência e a participação maciça na luta.