Contato:

(71)3321-1713

Notícias

Publicado em 30/01/2019

Trabalhadores continuam sofrendo com descredenciamento de clínicas/hospitais


Como se não bastasse a cobrança excessiva do plano de saúde da categoria de Correios, a Postal Saúde, continua brincando com as vidas dos trabalhadores e seus dependentes, prestando um péssimo serviço a categoria. 

Muitas vezes no momento da emergência, os ecetistas não sabe sequer para qual hospital/clínica se dirigir, pois os que ainda estão credenciados a Postal Saúde está com atendimento suspenso ou só atende com cota estabelecida. Em muitas cidades do interior não há sequer hospitais e clínicas odontológicas conveniadas, porém, o desconto é feito todos os meses no salário bruto do trabalhador. Nem na capital os trabalhadores tem emergência odontológica, muitos tem que pagar consultas para serem atendidos e esperar meses para serem reembolsados. Problema como esses tem ocorrido Norte a Sul da Bahia. A negligência dos Correios e da Postal Saúde nessas localidades tem causado sérios transtornos em centenas de vidas, que para não morrerem por falta de atendimento, se deslocam para outras cidades ou procuram atendimento no SUS.   

Precisamos mais do que nunca intensificar nossa luta. Por isso, mais uma vez o Sincotelba orienta aos trabalhadores fotografarem avisos ou informações constantes nas portas/paredes, assim como buscarem declaração por escrito das clínicas, laboratórios e hospitais, contendo o motivo da negativa de atendimento e encaminhar as provas para o e-mail do sindicato: sincotelbahia@uol.com.br

Onde registrar as queixas: 

OUVIDORIA DA POSTAL SAÚDE:  0800 888 8120 ou o site: www.postalsaude.com.br
AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS): 0800 701 9656 ou site: www.ans.gov.br (clicar em central de atendimento)
O Sincotelba, está tomando medidas cabíveis para a solução do problema.